Angielski    Arabski    Chiński    Francuski    Hiszpański    Indyjski    Japoński    Niemiecki    Polski    Portugalski    Rosyjski    Ukraiński    Włoski
Czasopisma naukowe   ●   Instytucje naukowe, stowarzyszenia   ●   Pedagodzy  ●  Bazy danych



A    B    C    D    E    F    G    H    I    J    K    L    M    N    O    P    R    S    T    V    W    Z   



  1. Alarcão I. (1997), Supervisão da Prática Pedagógica: Uma perspectiva de desenvolvimento e aprendizagem . Coimbra : Almedina

  2. Alarcão I. , Tavares J. (2003), Supervisão da prática pedagógica: Uma perspectiva de desenvolvimento e aprendizagem . Coimbra : Livraria Almedina

  3. Alcantara A. de (1973), Aplicacao de series metodicas ocupacionais. Wyd. 1, Rio de Janeiro , SENAI, Divisao de Ensino e Treinamento

  4. Almeida M.G. de (2006), Pedagogia empresarial: saberes, práticas e referencias. Wyd. 1, Rio de Janeiro : Brasport

  5. Almeida P. de (2000 ), Instruçao pública no Brasil. 1500-1889: história e legislaçao. Wyd. 1, Sao Paulo : EDUC: COMPED

  6. Alves A.E. Santos (2005), Qualificaçao e trabalho bancário no contexto da reestruturaçao produtiva. Wyd. 1, Vitória da Conquista, BA: Ediçoes UESB

  7. Alves G.L. (2005), O trabalho didático na escola moderna : | formas históricas , Wyd. 1, Campinas , SP, Autores Associados

  8. Alves R. (1999), Entre a ciencia e a sapiencia: o dilema da educaçao /, Wyd. 1, Sao Paulo : Loyola

  9. Ammann P. (1987), As teorias e a prática da Formação Profissional . Brasília: Ministério do Trabalho

  10. André M. (1995), Etnografia da prática escolar . Campinas, SP: Papirus

  11. Ansarah Marília Gomes dos Reis (2002), Formaçao e capacitaçao do profissional em turismo e hotelaria: reflexoes e cadastro das instituiçoes educacionais no Brasil . Wyd. 1, Sao Paulo: Aleph

  12. Antunes C. (1998), Marinheiros e professores: crônicas simples sobre escola, ensino, disciplina, inteligencias emocionais, criatividade, construtivismo, inteligencias múlti . Wyd. 1, Petrópolis: RJ, Vozes

  13. Apple M.W. (2000), Política cultural e educaçao. Wyd. 1, Sao Paulo: Cortez

  14. Ariosto H. (org.), Capacitação Tecnológica da População , Brasília: Câmara dos Deputados, 2007

  15. Assis M. de (1977), A valiacao do desempenho dos torneiros mecanicos formados pelo SENAI . Wyd. 1, Sao Paulo : SENAI, Dep. Regional de Sao Paulo, Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  16. Assis M. de (1978), Aspectos metodologicos de um projeto de avaliacao intra-sistema. Wyd. 1, Sao Paulo: SENAI, Dep. Regional de Sao Paulo , Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  17. Assmann H. (2000), Competencia e sensibilidade solidária : | educar para a esperança , Wyd. 1, Petrópolis, RJ, Vozes

  18. Assmann, Hugo (2000), Reencantar a educaçao: rumo r sociedade aprendente . Wyd. 1, Petrópolis: RJ, Vozes

  19. Atchoarena D. (2002), A parceria no ensino técnico e a formaçao profissional : o conceito e sua aplicaçao. Wyd. 1, Brasília: Ediçoes UNESCO: Secretaria de Educaçao Média e Tecnológica

  20. Azevedo J.C. de (2000), Escola cidada: desafios, diálogos travessias . Wyd. 1, Petrópolis: RJ, Vozes

  21. Barbara M.M. (2004) , Experiencias de educaçao integral da CUT: práticas em construçao . Wyd. 1, Rio de Janeiro : DP&A

  22. Barbosa C.C. (2004), Responsabilidade civil do Estado e das instituiçoes privadas nas relaçoes de ensino . Wyd. 1, Rio de Janeiro : Forense Universitária

  23. Barretto G.H. (2003 ), Formaçao profissional a cargo do empregador: releitura do direito do trabalho tendo em vista a adaptaçao do empregado na execuçao do trabalho . Wyd. 1, Sao Paulo: LTr

  24. Bernardete W.A. (2000), Educaçao para o (des)emprego, ou, Quando estar liberto da necessidade do emprego é um tormento. 2.wyd. Petrópolis, RJ: Vozes

  25. Bertrand O. (2005), Avaliaçao e certificaçao de competencias e qualificaçoes profissionais. Wyd. 1, Brasília: DF, UNESCO, IIEP

  26. Boechat I. (1999), O desafio da educaçao para um novo temp o. Wyd. 1, Rio de Janeiro: [s.n.]

  27. Bourdieu P. (1999), Escritos de educaçao. Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  28. Brazylia, Ministério do Trabalho e do Emprego, Plano Nacional de Qualificação – PNQ, 2003-2007, Brasília: MTE / SPPE, 2003. Brazylia, Ministério do Trabalho e do Emprego, Plano Nacional de Qualificação – Indicadores 2003 – 2004 , Brasília: MTE / SPPE, 2005. Disponível em: http://www.mte.gov.br/pnq/apresentacao_indicadores.pdf /.

  29. Bueno F., María C. (2000), Refleções sobre a sistematização do Programa de Formação Integral . En: CUT. Escola Sindical Sao Paulo . A CUT e os novos desafíos da formação sindical e da educação. San Pablo

  30. Calmon J. (1975), A educaçao e o milagre brasileiro , Wyd. 1, Rio de Janeiro : J. Olympio

  31. Camargo, Marculino (2004), Filosofia do conhecimento e ensino-aprendizagem , Wyd. 1, Petrópolis, RJ, Vozes

  32. Campino A.C.C. (1985), Recursos e desempenhos dos programas de formacao de mao-de-obra , Wyd. 1, Sao Paulo : Brasilia , Liv. Nobel: Ministerio do Trabalho

  33. Campos R.F. (1997), A nova pedagogia fabril: Tecendo a educaçao do trabalhador . Dissertaçao de mestrado. CED/UFSC: Florianópolis

  34. Cardim J.C. (2007), O universo das profissoes: da qualificaçao rs competencias e r evoluçao profissional . Wyd. 1, Lisboa Portugal : Universidade técnica de Lisboa, Instituto Superior de Ciencias Sociais e Políticas

  35. Carvalho F.L.A. (1984), Breve historico de formacao profissional no Brasil . Wyd. 1, Sao Paulo : CENAFOR

  36. Carvalho R.E. (2005), A nova LDB e a educaçao especial . Wyd. 1, Rio de Janeiro : WVA Ed

  37. Castro, M.H. Guimaraes de (1998 ), Avaliaçao do sistema educacional brasileiro: tendencias e perspectivas. Wyd. 1, Brasília: INEP

  38. Celso do P.F. de (1999), A educaçao cidada na visao empresarial: o telecurso 2000, Wyd. 1, Campinas : SP

  39. Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos (2005), Proposta do curso de formação de professores para a área de Ciências da Natureza . Campos dos Goytacazes: CEFET Campos

  40. CEPAL/UNESCO (1995), Educação e conhecimento: eixo da transformação produtiva com eqüidade . Brasília. IPEA/CEPAL/INEP

  41. Claudia A. (2001), Acervos bibliográficos para a história da educaçao. Imprenta: Niteroi , RJ: EdUFF

  42. Claudius (1999), A vida na escola e a escola da vida . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Sao Paulo , Vozes: IDAC

  43. CNE/CP – Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP N 01/2002 . D.O.U. de 09/04/2002. Brasília, DF

  44. CNE/CP – Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP N 02/2002 . D.O.U. de 04/03/2002. Brasília, DF

  45. CNI et alii (1996), Competitividade: propostas dos empresários para a melhoria da qualidade da educação .São Paulo, CNI

  46. Cody F. (2000 ), O professor do terceiro milenio . Wyd. 1, Cotia, SP: Íbis

  47. Coelho C.D. (2005), Técnico agrícola: formaçao e atuaçao profissiona l . Wyd. 1, Porto Alegre: Impr. Livre

  48. Contreras D.J. (2002), A autonomia de professores . Wyd. 1, Sao Paulo : Cortez

  49. Costa M. (1999), Município, ensino e valorizaçao do magistério . Wyd. 1, Rio de Janeiro: Gryphus

  50. Cunha L.A. (2005), O ensino profissional na irradiação do industrialismo . São Paulo: Unesp

  51. Cunha M.V. da (1999), John Dewey: uma filosofia para educadores em sala de aula. Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  52. Cury C.R.J. (2000), Legislaçao educacional brasileira . Wyd. 1, Rio de Janeiro : DP & A

  53. Cury C.R.J. (2002), Legislaçao educacional brasileira . Wyd. 1, Rio de Janeiro : DP&A

  54. CUT (1999), Política nacional de formação. Historia, principios, concepcao eorganizacao nacional . San Pablo

  55. CUT. (1994), Formação Profissional, in Resoluções do V CONCUT . São Paulo : CUT

  56. Dalla V., Marisa F. (1998), Retratos de um saber: 100 anos de história da rede municipal de ensino em Caxias do Sul . Wyd. 1, Porto Alegre: Ediçoes EST

  57. Dalla Z., Maria I.H. (2004), Linguagem e ensino:algumas pistas para projetos pedagógicos. in Escola e sala de aula. Porto Alegre : Editora da UFRGS.

  58. D'Ambrosio U. (1999 ), Educaçao para uma sociedade em transiçao . Wyd. 1, Campinas , SP: Papirus

  59. Decreto nº 5.478, de 24 de junho de 2005. Institui, no âmbito das instituições federais de educação tecnológica, o Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA. Brasília, DF: 24 de junho de 2005

  60. Deffune D. (2000), Competencias, habilidades e currículos de educaçao profissional : crônicas e reflexoes. Wyd. 1, Sao Paulo : Ed. SENAC

  61. Deluiz N. (1995), Formaçao do trabalhador: produtividade & cidadania. Wyd. 1, Rio de Janeiro : Shap

  62. Demo P. (1999), Educaçao e desenvolvimento: mito e realidade de uma relaçao possível e fantasiosa . Wyd. 1, Campinas : SP, Papirus

  63. Demo P. (2000), Desafios modernos da educaçao . Wyd. 1, Petrópolis: RJ, Vozes

  64. Didonet V. (2005), Plano Nacional de Educaçao . Wyd. 1, Brasília: Liber Livro

  65. Ducci M.A. (1978), Temas sobre la formacion profesional de la mujer . Wyd. 1, San Jose : Costa Rica, CEDAL

  66. Escariao G. das N.D. (2000), Educaçao escolar e trabalho: um estudo sobre o significado da educaçao escolar e trabalho a partir das representaçoes sociais dos estudantes-trabalhadores.
    Wyd. 1, Joao Pessoa : Ed. Universitária, UFPB

  67. Faria W. de (1987), Teorias de ensino e planejamento pedagogico . Wyd. 1, Sao Paulo: E.P.U

  68. Farias E. de (2008), Pedagogia na empresa. Wyd. 1, Curitiba: IESDE

  69. Fernandez C.T. (2001), Meios educacionais . Wyd. 1, Brasília: SENAI, Dep. Nacional

  70. Fleury A., Fleury M.T. (2001), Estratégias empresariais e formação de competências . Rio de Janeiro: Atlas

  71. Formaçao profissiona l na Amazônia Legal . (1996), Imprenta: Belém: A Superintendencia

  72. Franzoi N.L. (2006), Entre a formaçao e o trabalho: trajetórias e identidades profissionais . Wyd. 1, Porto Alegre : UFRGS Ed

  73. Freire P. (1959), Educaçao e atualidade brasileira . Wyd. 1, Recife [s.n.]

  74. Gílio I. (2000), Trabalho e educaçao: formaçao profissional e mercado de trabalho , Wyd. 1, Sao Paulo : Nobel

  75. Gimeno Sacristán J. (1998), Compreender e transformar o ensino . Wyd. 1, Porto Alegre : Artmed

  76. Giroux H.A. (1999), Cruzando as fronteiras do discurso educacional: novas políticas em educaçao . Wyd. 1, Porto Alegre : ArTmed

  77. Glasman J.B. de (1999), Kit prático da pratica: manual do estagiário de prática de ensino. Wyd. 1, Rio de Janeiro : J. Bichmacher de Glasman

  78. Grabowski G. (2003 ), ANAIS: Educação Profissional "Concepções, Experiências, Problemas e Propostas "

  79. Grabowski G. (2003 ), As Competências: Avanço ou retrocesso pedagógico? . IJUI RS: Editora Unijui

  80. Grinspun M.P.Z. (1999), Educação Tecnológica: desafios e perspectivas . São Paulo: Cortez

  81. Guimaraes G. (2001), TV e escola: discursos em confronto , Wyd. 1, Sao Paulo : Cortez

  82. Hilsdorf M.L.S. (2006), O aparecimento da escola moderna: uma história ilustrada , Wyd. 1, Belo Horizonte : Autentica

  83. Iamamoto Marilda V. (1998), O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 2 wyd. São Paulo : Cortez

  84. Imbernón F. (2006), Formaçao docente e profissional: forma-se para mudança e a incerteza , Wyd. 1, Sao Paulo: Cortez

  85. Inova E. (2006), Propostas para a modernização da educação em engenharia . Brasil /IEL.NC, SENAI.DN. Brasília: IEL. NC, SENAI.DN

  86. Jenkner S. (1980), Die Schule in der freiheitlichen demokratischen Grundordnung der Bundesrepublik. Wyd. 1, Hannover: Niedersächsische Landeszentrale für Politische Bildung

  87. Jonnaert P. (2002), Criar condiçoes para aprender: o modelo socioconstrutivista na formaçao de professores . Wyd. 1, Porto Alegre: Artmed

  88. Kober C.M. (2004), Qualificaçao profissional: uma tarefa de Sísifo. Wyd. 1, Campinas: SP

  89. Kuenzer Acácia Z. (1985), Pedagogia da fábrica: As relaçoes de produçao e a educaçao do trabalhador . Sao Paulo: Cortez

  90. Lago Luiz A.C. do (1993), Estrutura ocupacional, educacao e formacao de mao-de-obra: os paises desenvolvidos e o caso brasileiro . Wyd. 1, Rio de Janeiro: Ed. da Fundacao Getulio Vargas

  91. Leite E.M. (1983), Desempenho profissional do mecanico geral, ajustador mecanico e torneiro mecanico: aprendizagem x qualificacao . Wyd. 1, Sao Paulo : SENAI, Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  92. Leite M.P., Posthuma A.C. (1996), Reestruturação produtiva e qualificação: reflexões sobre a experiência brasileira . Papirus : Campinas

  93. Lifschitz J., Indústria alimentar no Brasil: automaçao, biotecnologia e trabalho. Wyd. 1, Rio de Janeiro: CIET

  94. Lima A. (2000), A cut e os novos desafíos da educação profissional . En:CUT-Escola Sindical. A CUT e os novos desafíos da formação sindical e daeducação. San Pablo

  95. Lima A.A.B. e Lopes, Fernando A.M.. (2005), Diálogo social e qualificação profissional: experiências e propostas . Brasília: MTE, SPPE, DEQ

  96. Lima Cleia de A., Jacomelli P. de (1985), O egresso das habilitacoes profissionais plenas de tecnico em mecanica, eletrotecnica e eletronica: um estudo de acompanhamento. Wyd. 1, Sao Paulo: Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagogicas

  97. Lima M.H. de (1977), Caracteristicas da clientela dos cursos de tornearia mecanica . Wyd. 1, Sao Paulo: SENAI, Dep. Regional de Sao Paulo , Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  98. Lima Suzana M.V. (1985), Meta-analise de avaliacao de treinamento: investigacao das relacoes entre insumo, planejamento, procedimento, apoio, processo e resultados. Wyd. 1, Rio de Janeiro : Associacao Brasileira de Tecnologia Educacional

  99. Linares E. (1984), Como organizar um centro de documentacao de formacao profissional. Wyd. 1, Rio de Janeiro: SENAI, Dep. Nacional, Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  100. Lisboa M.D., Dulce H.P.S. (2000 ), Orientaçao profissional em açao: formaçao e prática de orientadores organizaçao. Sao Paulo : Summus

  101. Lombardi M.R. (1984), Estudo com ex-alunos dos cursos de eletricista instalador e eletricista enrolador - curso de qualificacao profissional I - CQP-I . Wyd. 1, Sao Paulo : SENAI, Dep. Regional de Sao Paulo, Divisao de Pesquisas, Estudo e Avaliacao

  102. Lück H. (1994), Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico metodológicos . Rio de Janeiro : Vozes, 2 ed

  103. Machado L. ( 2008), Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional . ( documento técnico encaminhado à SETEC/MEC ). Brasília: MEC/SETEC

  104. Magela N. (2002), Othílio, Quinhentos anos de história do ensino técnico no Brasil, de 1500 ao ano 2000 / [S.l.: s.n.]

  105. Manfredi S. (2000), Desafios da CUT no campo da educação do trabalhador . En: CUT-Escola Sindical. A Cut os novos desafíos da formação sindical eda educação. San Pablo

  106. Marcia P.L., de Neves M.A. (1998), Trabalho, qualificação e formação profissional. São Paulo : ALAST

  107. Marinho M.J.M. da Cunha (1986), Profissionalizacao e credenciamento: a politica das profissoes . Wyd. 1, Rio de Janeiro : SENAI, Dep. Nacional, Divisao de Pesquisas, Estudos e Avaliacao

  108. Marinho R. (2008), Estágio: a senha do sucesso profissional dos estudantes. Wyd. 1, Rio de Janeiro : Kades

  109. Markert W. (2004), Trabalho, comunicaçao e competencia: contribuiçoes para a construçao crítica de um conceito e para a formaçao do profissional transformativo . Wyd. 1, Campinas , SP: Autores Associados

  110. Matos F.G. de (1981), A empresa, hoje: tres enfoques sobre treinamento e formacao na empresa moderna . Wyd. 1, Rio de Janeiro : Instituto Euvaldo Lodi, UERJ

  111. Maturana H.R. (2000), Formaçao humana e capacitaçao . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  112. MEC – Ministério da Educação . Concepção e Diretrizes – Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia . Brasília: PDE/SETEC, 2008

  113. Medeiros B.R. de (2008), Trabalho com dignidade: educaçao e qualificaçao é um caminho?. Wyd. 1, Sao Paulo : LTr

  114. Ministério Da Educação ( 2006), Programa de Integração da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA. Documento Base. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/setec.

  115. Mirza F. (1999) , Uma escola do novo milenio: experiencias educativas com crianças felizes . Wyd. 1, Sao Paulo : Ed. Fundaçao Peirópolis

  116. Moraes F.C. Costa (2008), Formaçao de competencias. Wyd. 1, Curitiba : IESDE

  117. Morandi F. (2002), Modelos e métodos em pedagogia . Wyd. 1, Bauru : SP, EDUSC

  118. Moreira L., Fernando A. (2000), A experiencia de formação da CNM . San Pablo : CUT-Escola Sindical

  119. Motta E. de Oliveira (1997), Direito educacional e educaçao no século XXI: incluindo comentários r nova lei de diretrizes e bases da educaçao nacional e legislaçao conexa e complementar . Wyd. 1, Brasília: Unesco

  120. Mourao A.R. Botelho (2006), A fábrica como espaço educativo. Wyd. 1, Sao Paulo : Scortecci

  121. MTb/SEFOR ( 1995), Educação profissional: um projeto para o desenvolvimento sustentado . Brasília, MTb/SEFOR

  122. MTb/SEFOR ( 1996), Habilidades, questão de competências ? Brasília: FAT/CODEFAT/ MTb/SEFOR, mimeo

  123. MTb/SEFOR . Plano nacional de educação profissional: trabalho e empregabilidade . Brasília: MTb/SEFOR, s/d.

  124. MTb/SEFOR . Sistema público de emprego e educação profissional: implementação de uma políticaintegrada . Brasília: MTb/SEFOR, 1996

  125. Nascimento J. Carvalho do (1999 ), A cultura ocultada, ou, A influencia Alema na cultura brasileira durante a segunda metade do século XIX . Wyd. 1, Londrina , PR: EDUEL

  126. Niskier A. (2000 ), A árvore da educaçao . Wyd. 1, Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras

  127. Olinquevitch Ch.G. (1998), Ensino para a excelencia profissional: administraçao estratégica para cursos de especializaçao em nível de pós-graduçao. Wyd. 1, Sao Paulo: Ed. STS

  128. Oliveira D.A. (2000), Educaçao básica: gestao do trabalho e da pobreza . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  129. Oliveira O. de (2004), Trabalho e profissionalizaçao do jovem . Wyd. 1, Sao Paulo : LTr

  130. Oliveira O. de (2009), Trabalho e profissionalizaçao de adolescente . Wyd. 1, Sao Paulo: LTr

  131. Oliveira R. de (2003), A (des)qualificaçao da educaçao profissional brasileira . Wyd. 1, Sao Paulo: Cortez

  132. Oliveira R. de (2005 ), Empresariado industrial e educaçao brasileira: qualificar para competir? Wyd. 1, Sao Paulo : Cortez

  133. Oliveira S.S. Baçal de (2000), Reestruturaçao produtiva e qualificaçao profissional na Zona Franca de Manuas. Wyd. 1, Manaus: EDUA

  134. Paciulli B.N.A. (2008), Educaçao, processo de trabalho, desenvolvimento econômico: contribuiçao ao estudo das origens e desenvolvimento da formaçao profissional no Brasil / Newton Antonio Paciulli Bryan, Wyd. 1, Campinas, SP: Alínea

  135. Pacti ( 1999) , Tecnologia, Emprego e Educação – interfaces e propostas . MCT/SETEC, DF

  136. Paiva V. (1989), Produção e qualificação para o trabalho: uma revisão da bibliografia internacional . Rio de Janeiro: UFRJ/IEI

  137. PCNParâmetros Curriculares do Ensino Médio . Brasília: MEC, 2000

  138. Peixoto F.H. (2004), Direito educacional: normal superior . Wyd. 1, Curitiba : IESDE

  139. Pereira I.L. Lima (2000), Educaçao com consciencia: fundamentos para uma nova abordagem pedagógica. Wyd. 1, Sao Paulo : Gente

  140. Pereira I.L. Lima (2000), Nova prática pedagógica: propostas para uma nova abordagem curricular. Wyd. 1, Sao Paulo : Gente

  141. Perrenoud P. (2000), 10 novas competencias para ensinar : convite r viagem . Wyd. 1, Porto Alegre : Artmed

  142. Perrenoud P. (2000), Pedagogia diferenciada: das intençoes r açao , Wyd. 1, Porto Alegre : Artmed

  143. Perrenoud P. (2001), Ensinar: agir na urgencia, decidir na incerteza: saberes e competencias em uma profissao complexa . Wyd. 1, Porto Alegre : Artmed

  144. Petraglia I.C. (1999 ), Edgar Morin: a educaçao e a complexidade do ser e do saber. Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  145. Piva Júnior D. (1999), Educador digital: uma introduçao r cultura digital para educadores. Wyd. 1, Itú, SP: Edigital

  146. Ramos M. ( 2007), Concepção do ensino médio integrado à educação profissional. Natal: Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Norte (no prelo)

  147. Ramos M.S., Donaldo D. (2007), Neise . Educação Profissional na Esfera Municipal . São Paulo : Xamã

  148. Ranieri N. (2000), Educaçao superior, direito e Estado: na lei de diretrizes e bases (Lei n. 9.394/96), Wyd. 1, Sao Paulo : Edusp: FAPESP

  149. Rapkiewicz C.E. (1996), Sistema de educaçao geral e de formaçao profissional comparados: o caso dos Estados Unidos , Wyd. 1, Rio de Janeiro : CIET

  150. Regnier E.M. Von Dollinger (1981), A formacao profissional - SENAC em Brasilia : implantacao, desenvolvimento e perspectivas . Wyd. 1, Rio de Janeiro : SENAC, Departamento Nacional, Secao de Comunicacao Tecnica

  151. Rodrigues J.G. (2007), O perfil moral e intelectual do juiz brasileiro: a formaçao dos magistrados no Brasil . Wyd. 1, Porto Alegre : S. A. Fabris

  152. Romanelli O. de Oliveira (2000), História da educaçao no Brasil. 1930/1973, Wyd. 1, Petrópolis, RJ, Vozes

  153. Romao J.E. (2000), Dialética da diferença: o projeto da escola cidada frente ao projeto pedagógico neoliberal . Wyd. 1, Sao Paulo : Cortez: Instituto Paulo Freire

  154. Rosa M. da Glória de (1999), A história da educaçao através dos textos . Wyd. 1, Sao Paulo : Cultrix

  155. Ruiz A.R. (1999), Ensino e conhecimento: elementos para uma pedagogia da açao . Wyd. 1, Londrina , PR: EDUEL

  156. Salerno M. (1995), Flexibilidade, organização e trabalho operário: elementos para análise da produção na indústria . São Paulo : mimeo. MCT/PACTI, MICT/PBQP

  157. Santa Croce E. (2002), Educaçao é coisa séria . Wyd. 1, Sao Paulo : Casa do Novo Autor

  158. Santos Clóvis R. dos (1999), Educaçao escolar brasileira: estrutura, administraçao, legislaçao . Wyd. 1, Sao Paulo : Pioneira

  159. Santos Eloísa. H . ( 2004), Metodologia para a Construção de uma Política de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Profissional e Tecnológica . MEC

  160. Schirato S.J. (2006), A sabedoria da qualidade: os desafios dos fatores humanos . Wyd. 1, Sao Paulo: Ed. SENAC Sao Paulo

  161. Schwartzman S. (2005), A sociedade do conhecimento e a educaçao tecnológica. Wyd. 1, Brasília: SENAI, Dep. Nacional

  162. Silva Ilton B. da (1999), Inter-relaçao: a pedagogia da ciencia: uma literatura do discurso epistemológico de Gaston Bachelard. Wyd. 1, Ijuí, RS: Ed. UNIJUÍ

  163. Silva J. da (2001), Trabalhando com a diversidade no Planfor: raça/cor, genero e pessoas portadoras de necessidades especiais . Wyd. 1, Sao Paulo : Brasília, Ed. UNESP: FLACSO

  164. Silva S., Aparecida I. (2000), Valores em educaçao: o problema da compreensao e da operacionalizaçao dos valores na prática educative . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  165. Soares S.G. (2000), Arquitetura da identidade: sobre educaçao, ensino e aprendizagem . Wyd. 1, Sao Paulo : Cortez

  166. Souza D. de (1999), Trabalho e educaçao: centrais sindicais e reestruturaçao produtiva no Brasil. Wyd. 1, Rio de Janeiro : Quarte

  167. Steiner R. (2003), A arte da educaçao, II: metodologia e didática no ensino Waldorf . Wyd. 1, Sao Paulo : Antroposófica

  168. Strehl A. (2000), Estrutura e funcionamento da educaçao básica: subsídios para professores, alunos e candidatos aos concursos do magistério . Wyd. 1, Porto Alegre : Sagra Luzzatto

  169. Tardif M. (2002), Saberes docentes e formaçao profissional . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  170. Tardif M. (2005), O trabalho docente: elementos para uma teoria da docencia como profissao de interaçoes humanas . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  171. Tardif M. (2007), Saberes docentes e formaçao profissional . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  172. Tigre P.B. (1997), Tecnologia da informaçao, mudanças organizacionais e impactos sobre o trabalho: difusao de electronic data interchange no complexo automobilístico brasileiro. Wyd. 1, Rio de Janeiro, CNI: SENAI

  173. Tonelli M. (2000), A missao profética da educaçao no terceiro milenio. Wyd. 1, Sao Paulo: Salesianas

  174. Valente N. (2000), Sistemas de ensino e legislaçao educacional: estrutura e funcionamento da educaçao básica e superior , Wyd. 1, Sao Paulo, Panorama

  175. Vasconcellos C. (1999), Construçao do conhecimento em sala de aula. Wyd.1, Sao Paulo : Libertad

  176. Vitangelo P. (1999), Educação e qualificação profissional no contexto da globalização . Manaus : EDUA

  177. Weinstein B. (2000), (Re)formaçao da classe trabalhadora no Brasil : 1920-1964 , Wyd. 1, Sao Paulo , Cortez: CDAPH-IFAN - Universidade de Sao Francisco

  178. Werneck H. (1999), Se voce finge que ensina, eu finjo que aprendo . Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  179. Werneck H. (2000), Se voce finge que ensina, eu finjo que aprendo. Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  180. Werneck H. (2005), O profissional do século XXI. Wyd. 1, Petrópolis, RJ: Vozes

  181. Wilson P. (2000), A realidade da educaçao no Brasil . Wyd. 1, Brasília, Câmara dos Deputados

  182. Zarifian P. (2003), O modelo da competencia: trajetória histórica, desafios atuais e propostas , Wyd. 1, Sao Paulo: Ed. SENAC Sao Paulo .
« góra strony